Juedir Teixeira

Consultor de Varejo ● 21-99966.6701

Mês: novembro 2011

O IMPACTO DA TECNOLOGIA NO VAREJO

A tecnologia, notadamente a tecnologia da informação, vem evoluindo de forma rápida e assustadora que a gente nem percebe as transformações que estão ocorrendo. Se adaptar a essas mudanças e uma questão de sobrevivência para as pessoas e para as empresas. Aqueles que são jovens há mais tempo tem uma resistência muito maior para aprender e usar as maravilhas que o mundo da tecnologia nos oferece, mas as crianças operam esses equipamentos (computador, smartphone, iPhone, iPad e muitos outros), como se fosse à coisa mais fácil do mundo. Como a maioria dos proprietários de lojas, obviamente não é criança, tem uma resistência muito grande em implantar, nas suas empresas, determinadas tecnologias por entender que não são aplicáveis ao seu tipo de negocio, mediante o argumento de que isso é coisa para grandes e medias empresas. Ledo engano, as novas tecnologias, como as mídias sociais, são aplicáveis a qualquer tipo de negocio e qualquer que seja o tamanho da empresa.

Aqui no Rio de Janeiro, tem um exemplo claro de como uma pequena rede de loja pode explorar, de forma brilhante, as mídias sócias, me refiro a marca Alice Disse, que com apenas três lojas físicas e uma loja virtual, tem próximo de 22 mil seguidores no Twitter, o que permite a referida marca estabelecer uma serie de ações, com base na opinião de seus clientes extremamente estratégica para o sucesso da marca, como por exemplo, ouvir os seus clientes/seguidores, antes do lançamento de novas coleções. por exemplo, a empresa desenvolve uma pequena coleção com 20 pecas e coloca no Twitter, para os clientes/seguidores escolherem qual a peça que gostariam de ganhar, de cinco a serem sorteadas. As peças escolhidas serão as campeãs de venda. Com isso minimiza os erros e encalhe no lançamento de novas coleções.

Para se ter uma idéia, na NRF de 2010 (National Rateil Federacion), realizada em Nova Yorque em Janeiro do ano passado  (janeiro de 2010), as mídias sócias foram às vedetes do evento, como grande novidade e apenas um ano depois já tem pequenas empresas brasileiras explorando de forma brilhante a nova tecnologia. Em 2011, o principal tema abordado na NRF foi à tecnologia móvel, ou seja, o uso do telefone celular (smartphone e o iPhone), como ferramenta de interligação do cliente com a loja, para consultar saldo na conta bancaria, procurar o produto, consultar preço e efetuar a compra e o pagamento, dando mobilidade ao cliente para fazer a sua compra em qualquer horário e em qualquer lugar que ele esteja. O uso da tecnologia mudou a forma de fazer varejo. Mudou a relação da loja com o cliente e do cliente com a loja, portanto, e necessário que o empresário lojista se adapte a essa nova realidade do mercado varejista.

Pesquisa realizada pela Accenture, empresa de consultoria, em fevereiro de 2011, indica que sete entre 10 (70%) dos brasileiros estão dispostos a pagar as suas contas com o celular, só perdendo para os chineses e indianos, com 76% e 75%, respectivamente. Como disse um palestrante na NRF 2011 se você como varejista não acredita nas mídias sociais é preciso rever os seus conceitos com a urgência necessária, pois os clientes já entenderam a sua importância como meio de se relacionar com os lojistas. Diante dessa realidade, pergunto: o que você tem feito na sua empresa em termo de uso de tecnologia? Você já esta usando alguma mídia social, como Twitter e Facebook para se relacionar com seus clientes? Você já pensou em usar algum aplicativo na sua loja que permita o pagamento através do celular? Você é um varejista orientado pelos clientes? Ou ainda se orienta pelos produtos?  O meio móvel pode facilitar mudar isso.

Se você conhece o seu cliente pode levar até ele as ofertas e promoção da empresa. É preciso personalizar cada cliente. Pense nisso!

NRF 2011

 

Todos os anos, em janeiro, desde 1911, se realiza na cidade de Nova Yorque, o Big Show da NRF (National Rateil Federacion) e em 2011 foi realizada a 100ª edição, da qual tive a honra de participar. Este é o maior evento de varejo do mundo, onde são divulgados os principais cases de sucesso de diversas empresas varejistas e são apresentadas as principais pesquisas realizadas e as tendências do varejo para os próximos anos, da qual participam empresários e profissionais ligados ao varejo de todas as partes do mundo.

 

Eu tenho participado todos os anos do referido evento, com a missão de trazer novos conhecimentos do mundo do varejo, devidamente adaptados a realidade brasileira para divulgação no Brasil, através de palestras, artigos e seminários e aplicar os novos conceitos na minha empresa, nas empresas para as quais presto consultoria, bem como na Universidade do Varejo, da qual sou diretor acadêmico e oferecemos diversos cursos, dentre os quais o MBA em Gestão de Varejo e Serviços, o Curso Superior em Gestão de Varejo e diversos Cursos Corporativos.

 

Os principais temas abordados em 2011 foram os seguintes: sustentabilidade, tecnologia móvel, recursos humanos e centralização das ações no cliente.Participaram da NRF 2011 18.500 congressistas, com 1.500 brasileiros, sendo a maior delegação estrangeira, representando 32% dos participantes de fora dos EUA.

 

Durante os quatros dias de evento, foram proferidas 33 palestras com mais de 36 horas de duração, nas quais foram abordados diversos temas de interesse do varejo.Paralelamente as palestras,  ocorrem uma feira com exposição das principais tecnologias que estão sendo e serão aplicadas no varejo nos próximos anos, que pelo nível de desenvolvimento tecnológico, fica difícil de acreditar que tais tecnologias possam se tornar realidade.

 

Quem tiver interesse em conhecer mais os principais cases de sucesso, as principais tendências e novas tecnologias, entre em contato conosco.

MIX DE PRODUTOS E MAPA DE SORTIMENTO

Em trabalho de consultoria que tenho realizado para  empresas varejistas uma das grandes deficiências de gestão observada está na definição do mix de produtos e do mapa de sortimento, que acaba trazendo conseguencia para as demais áreas da empresa: comercial, estoque e financeira. Mas o que significa? Mix de Produtos: são as categorias ou linhas de produtos que a loja pretende trabalhar e o Mapa de Sortimento significa o número de modelo, tamanhos e cores que a marca pretende trabalhar dentro de cada categoria.

No passado recente ao abrir uma loja o empresário tinha que saber qual o produto que pretendia  vender (foco no produto). Agora ele precisa primeiro saber para quem ele pretende vender, o que este cliente compra e como  gosta de comprar (foco no cliente), para depois definir qual o mix de produtos e o mapa de sortimento a serem adotados.

Como muitas empresas ainda trabalham  com foco no produto e como não conhecem e entendem os seus clientes (você precisa conhecer o seu cliente para entender e entender para poder atender), acabam trabalhando com uma linha de produto muita extensa e um mapa de sortimento muito grande, priorizando a variedade em detrimento da profundidade, o que traz duas conseguencias graveis: valor elevado imobilizado em estoque e perda de venda por falta de produto em estoque, ou seja: o que vende não tem  em estoque e o que tem  em estoque não vende. Você conhece alguém que já vivenciou uma situação dessa?

Nesse caso,  normalmente se arruma logo um culpado: a equipe de venda,  que não consegue vender e a falta de capital de giro leva a recorrer a bancos, que com cobrança de  juros elevados e vem a conclusão que o negócio é inviável. Na verdade, muitas vezes,  o negócio é lucrativo mas a prática de gestão não é a  mais apropriada o que leva a falência da empresa.

Para sobreviver nesse mercado altamente competitivo atual o empresário varejista precisa conhecer e aplicar as modernas ferramentas de gestão disponíveis, com  bom planejamento de venda, de estoque, de compra e de custos, com definição de indicadores de desempenho para medir e acompanhar a performance do negócio.

Segue abaixo uma planilha para você entender melhor o conceito apresentado e aplicar na sua empresa, caso julgue oportuno: 

Definição do Mix de Produtos e Mapa de Sortimento

Categoria

Tam.

Modelo

Cor
 Total SKU Estoque Por SKU Total de peça P. Unitário Valor total Part. % no Estoque Part. % nas vendas
Calça                   25%
Blusa                   25%
Saia                   20%
Bermuda                   15%
Acessórios                   15%
Total                    

 

Se você pretende conhecer melhor o assunto entre em contato  comigo  meu site WWW.juedirconsultor.com.br.     

Formatura

DISCURSO DA FORMATURA DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE VAREJO  DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES

Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2011

Sr. Sólon de Lucena – Vice-Presidente Institucional, neste ato representado o Sr. Mauricio Dinep – presidente do Jornal do Commércio – que nos concedeu a honra de ceder o seu nome para a primeira turma do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Varejo – TURMA JORNAL DO COMMÉRCIO

Professor e Doutor e meu amigo – Aldo Carlos de Moura Gonçalves – Presidente do Instituto do Varejo, do Sindilojas Rio e do CDL Rio – Patrono da Turma

Professor Paulo Bertone – Paraninfo da Turma

Professores homenageados da noite, Mônica Simas, Ana Simas, Osmar Albuquerque, Valmir de Oliveira e Mauro Fernandes,  em nome dos quais eu saúdo todos os demais professores e sintam-se como se á mesa estivesse.

Prezados alunos e de agora colegas gestores de negócio, familiares, convidados e demais autoridades presentes,

Boa noite!

Hoje para todos nós é uma noite muito importante, mas para mim têm um significado especial em estar tendo a oportunidade de estar formando a primeira turma de Gestores de Negócio do Varejo, um sonho que sempre tive de dar a oportunidade ao profissional que atua no varejo, que ingressa cedo no mercado de trabalho, de fazer a sua faculdade na sua área de atuação e seguir uma carreira profissional de sucesso.

Num mundo em constantes transformações, onde organizações têm uma sobrevivência muito curta, esta cerimônia tem um significado muito especial, pelas organizações aqui representadas. Vejo os senhores que coincidência:

A Universidade Cândido Mendes que tem como mantenedora a Sociedade Brasileira de Instrução que é a mais antiga instituição de ensino superior do país, fundada em 1902, pelo Conde Cândido Mendes de Almeida, que fundou na mesma data a Academia de Comércio do Rio de Janeiro, com 110 anos de existência em 2012. Vem aqui a  primeira coincidência com  o COMÈRCIO.

O Jornal do Commércio, o mais antigo veículo em circulação ininterrupta na América Latina. A primeira edição do jornal, criado pelo francês Pierre Plancher, circulou no dia 1º de outubro de 1827, estando, portanto, com 185 anos em 2012 e tem como missão ajudar homens de negócios e executivos em seus processos de tomada de decisão. Segunda coincidência: JORNAL do COMMÈRCIO

O Sindicato dos Lojistas do Comércio do Município do Rio de Janeiro – Sindilojas-Rio- é o mais antigo sindicato patronal do comércio no País, fundado há 79 anos. A primeira Carta Sindical concedida pelo então Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, em 1941, foi para o Sindilojas-Rio. Terceira coincidência.

O Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDL Rio – primeiro CDL do país,  foi criado em 7 de novembro de 1955. Nessa data, foi constituída a primeira diretoria do Clube de Lojas a Varejo do Rio, tendo à frente o empresário e Presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Rio de Janeiro, Jesuíno Lourenço. Em 2012 completa 57 anos. Quarta coincidência.

Portanto senhores, temos nesta mesa quatro instituições as mais antigas dos seus respectivos segmentos, a mais jovem com 57 e a mais antiga com 185 anos e todas coincidentemente com foco no comércio.

Lamentavelmente, no varejo a mortalidade das empresas é muito grande, se quiséssemos poderíamos enumerar dezenas e até mesmo centenas de marcas famosas que fecharam as suas portas nos últimos anos e, na grande maioria, por problema de gestão.  Hoje estamos fazendo a nossa parte, colocando no mercado gestores de negócio de varejo, devidamente preparados com as mais modernas ferramentas de gestão disponíveis no mercado, para enfrentar os desafios que esse complexo mundo dos negócios de varejo nos coloca.

O mundo dos negócios tem passado por rápidas e profundas transformações e o segmento de varejo tem sido o mais afetado, com novas e modernas tecnologias, que muda o comportamento do consumidor e em conseqüência, muda a relação do cliente com a loja e da loja com o cliente. Mas que loja? A loja hoje pode ser um Tablet, um computador, um smartphone ou qualquer outro meio e o novo gestor precisa estar preparado para conhecer e entender esse novo cliente para poder atender as suas necessidades e expectativas em constantes mudanças.

Prezados alunos,  procuramos proporcionar a vocês ter acesso as mais avançadas técnicas de gestão de varejo, as quais em pouco tempo estão obsoletas, então caberá a vocês se manterem atualizados para estar preparados para enfrentar os novos desafios. Este foi o começo da sua formação profissional, que nunca termina!

Desejo a cada um de vocês muito sucesso e que sejam muito felizes e que jamais desistam dos seus sonho

Obrigado!!!!

Juedir Teixeira

Treinamento

Temos treinamento para todas as áreas de varejo, tais como:

Gerência e supervisão de lojas;
Excelência em Atendimento e Serviços;
Merchandising Visual e Vitrine;
Elaboração de Plano de Negócio.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén